Prefeito ganha marchinha

.

.

o.jpgmeu amigo de gorro vermelho e pito me chegou pisando macio, falando manso. Cheguei a ficar meio desconfiado, uma vez que conheço o pilantrinha de outros carnavais. À medida que fomos conversando, entretanto, achei razoável o que ele dizia, e acabei por relaxar a guarda.

– Sabe, chefia, tudo de bom pode ser dito sobres os geniais cantores e compositores baianos da contemporaneidade. Certamente estão no páreo dos seus colegas do passado, do início do século XX, no que diz respeito às belas vozes, musicalidade e ritmo. Exceto que os dos passado volta e meia estavam compondo sátiras musicais tendo como alvo os poderosos da política. Ao passo que os de hoje se comportam exatamente o contrário, ou seja, afagam os seus mecenas benfeitores e mantém com eles uma relação muito respeitosa e, em troca, fazem jus de polpudos cachês. Vide Bel e Veveta, o queridinhos do governador petista Rui Costa.

Vendo que eu concordava, correu para o computador e clicou num vídeo  que abordava uma sátira musical política de mil novecentos e borrachinha, e que denunciava os bajuladores do deputado gaúcho Pinheiro Machado, saída da cachola de Eduardo das Neves:

Nesse século de progresso, nessa terra interesseira,
Tem feito grande sucesso o tal pega na chaleira.
Nesta terra de progresso, nesta terra interesseira,
Tem feito grande sucesso o tal pega na chaleira.

Diante do meu interesse pelo resgate histórico que me apresentara,  não tardou em me propor a divulgação de uma marchinha, “bem humorada”, segundo ele, sobre o prefeito de Salvador. Não vi nenhum problema e atendi o seu pedido sem escutar a tal marchinha. Publiquei-a na confiança.

Horas mais tarde, após resolver as pendências do dia, quando pude ouvi-la afinal, dei-me conta da imprudência do Saci.  Não tive como não lembrar da surra que o atual prefeito da capital ameaçara, tempos atrás, em dar no presidente da República por muito menos. Confesso que temi pela outra perna do meu amigo de gorro vermelho e pito…

***

Depois, mais tranquilo, fiquei pensando: Não há razão para temor, pois é tudo uma questão de bem-querer e oportunidade. ACM Neto ama a Schin e outro petista que fosse prefeito de Salvador, muito provavelmente amaria a Itaipava… Não foi por esta última que Jaques Wagner mudou o nome da Fonte Nova? E não foi pela família do prefeito que os petistas desistiram resgatar o nome do Aeroporto Dois de Julho?

A moral da história que cheguei é que a briga dos prepostos do capital é meramente por rótulos e nada mais do que isto.

***

Abaixo, os registros sonoros descobertos pelo Saci, em que as marchinhas antigas podem ser apreciadas.

.

.

PEGA NA CHALEIRA

de Eduardo das Neves

Nesse século de progresso, nessa terra interesseira, 
Tem feito grande sucesso o tal pega na chaleira. 
Nesta terra de progresso, nesta terra interesseira, 
Tem feito grande sucesso o tal pega na chaleira.

Pega o padre ao capitão, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! 2 
E este ao seu vigário, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! 
E o vigário pega ao ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! 
Ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! Tudo pega na chaleira!

Pobre moço que só fala na missa e no breviário, 
Quer subir e está pegando na chaleira do vigário. 
Pobre moço que só fala na missa e no breviário, 
Quer subir e está pegando na chaleira do vigário.

Tudo pega na chaleira, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! 
Pega o bispo ao seu vigário, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! 
Ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! Tudo pega! Tudo pega! Ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! 
Ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! Tudo pega na chaleira, meu deus! Tudo!

Bispo que anda a correr mundo, que a crisma é seu ideal, 
Pega a chaleira no fundo, bem, do seu cardeal. 
Bispo que anda a correr mundo, que a crisma é seu ideal, 
Pega a chaleira no fundo, bem, do cardeal.

Tudo pega na chaleira, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! 
O bispo ao capitão, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! 
Ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! Tudo pega na chaleira, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! 
Ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha!

Vigário que a lei sagrada soletra contando a tese, 
Está pegando na chaleira do bispo da diocese. 
Vigário que a lei sagrada sustenta em boa tese, 
Está pegando na chaleira do bispo da diocese.

Tudo pega na chaleira, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! 
O homem mais potente, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! 
Pega também o soldado, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! 
Na chaleira do tenente, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha! 
Ha, ha, ha, ha, ha! Ha, ha, ha, ha! Tudo pega na chaleira! Ha, ha, ha, ha, ha, ha, ha!

Fonte (AQUI).

Anúncios

Uma resposta to “Prefeito ganha marchinha”

  1. Francisco Santana Says:

    Feliz por duas coisas.

    1) Pela linda marchinha crítica. Já era tempo

    2) Voltou o sistema antigo de fazer comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: