– Surrealismo apubiano

Menandro Ramos
Prof. FACED/UFBA

.

Prof. Joaquina Lacerda, quando estudante da escola secundária era uma excelente aluna de Matemática, segundo ela mesma contou para a Assembleia realizada no Palácio da Reitoria, no dia 20/06/2012. Entretanto, tinha uma grande dificuldade para as aulas de Arte. O certo é que até pouco tempo não compreendia o que vinha a ser o movimento Surrealista. Digo até pouco tempo, porque só há poucos dias a ficha caiu para ela, quando viu a diretoria da APUB, em plena pujança da greve, inclusive amplamente publicizada pela mídia, marcar uma assembleia para realizar um referendo, por sua vez,  para tirar um indicativo de greve!…

Para a irrequieta e politizada professora aposentada do IGEO/UFBA, era com se o próprio André Breton viesse pessoalmente explicar-lhe que é possível amalgamar o sonho e a realidade numa outra “realidade absoluta”, a uma sobre-realidade ou a uma realidade “surreal”. De repente, ficaram até óbvios demais os trabalhos de Salvador Dali, Miró, Picasso, Magritte, Max Ernst, Buñuel, Alberto Giacometti, Jacques Prévert, Benjamin Péret, Antonin Artaud, Paul Éluard Louis Aragon.

Na mesma oportunidade, a Prof. Joaquina suplicou aos céus que o comando de greve levasse um causídico que entendesse do riscado para desmascarar o que ela chamou de “advogado chinfrim” que a diretoria da APUB arrumou…

Aqui pra nós, Leitor(a), o meu amigo Saci, que não manja nada da praia jurídica, sempre achou que o diretor/legislador da APUB deveria procurar alguém que, de fato, entendesse de Estatuto, segundo ele “para que não ficasse parecendo normas de time de futebol feitas pelo dono da bola”…

É lamentável que a acústica do Salão Nobre da Reitoria da UFBA ou as caixas de som lá existentes não tenham colaborado para o registro audiovisual, mas creio que vale o esforço para ouvir o que a lúcida professora – agora também advogada -, proferiu na referida Assembleia.

.

SURREALISMO E ESQUIZOFRENIA

A fala da Profa. Denise Lemos, do IHAC/UFBA complementa o que disse a Profa. Joaquina.

Anúncios

2 Respostas to “– Surrealismo apubiano”

  1. Menandro Ramos Says:

    Para o Saci, Leitor(a), qualquer criança que tenha saido do estágio sensório-motor da sistematização piagetiana, sabe que a diretoria da APUB está fazendo o possível e o impossível para não ficar mais desmoralizada do que está. Assessorada pelos fieis escudeiros governistas, quer fingir que ainda dá as cartas e coisa e tal. Certamente, alguém com a voz de tenor, na assembleia do próximo dia 26 de junho, dirá que “esgotadas todas as negociações, agora, sim, é a hora exata de indicar a greve em defesa dos interesses da categoria”.

    Também para o meu amigo de gorro vermelho e pito, até ETs da cúpula dos cardeais que nunca pisaram os pés numa assembleia, serão convocados a comparecer no dia 26.

    Pela primeira vez vamos falar a mesma coisa dos governistas: TODOS À ASSEMBLEIA do dia 26, no Salão Nobre da Reitoria. Fortes emoções são prometidas!

    • Daniel Marques da Silva Says:

      Caríssimos Saci e Menandro,
      eu, professor de Teatro, já entendia de Surrealismo, mas, ainda não tinha visto nada parecido! Não posso me pronunciar a respeito de esquizofrenia, mas discordo da profa. Denise, posto que a esquizofrenia é uma patologia e, portanto, não se pode culpar o enfermo pelos sintomas da doença. Por isto que minha avózinha me ensinou que não devemos insultar o cego, o louco, o manco, com a alcunha que nomeia sua enfermidade. Mas, forçoso é dizer, podemos taxar os salafrários, os covardes, os coniventes, os ladinos com estes epítetos, posto que todos estes – e alguns mais – o são por opção.
      Proponho outra metáfora para nomear alguns professores que recusam-se, quase com orgulho, em enxergar a realidade: AVESTRUZ! Baseio-me na peça de Ionesco “O Rinoceronte” na qual o autor romeno radicado em Paris, ao tratar, sobretudo, da população européia que viu o nazismo se alastrar, mas ficou impassível e, aos poucos, todos foram se transformando em rinocerontes.
      Será que escrevo uma paródia intitulada “O Avestruz”?
      Forte abraço,
      Daniel Marques da Silva
      Prof. da Escola de Teatro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: