Tuna foi espiar a eternidade

.

Tuna gMenandro Ramos
Prof. da FACED/UFBA

A.

.

os 71 anos, Tuna Espinheira despediu-se do telão e foi espiar as estrelas… Ele era natural de Poções, interior baiano, e desde cedo se apaixonou pelo cinema. O premiado cineasta, depois de muitas batalhas travadas contra a insensibilidade da burocracia estatal baiana – e por vezes a incompetência dos seus prepostos! -, conseguiu finalizar em 2005 o seu longa-metragem “Cascalho”, lançado em 2011, baseado do romance de Herberto Sales, com Othon Bastos e Irving São Paulo, entre outros atores. Ele era irmão do escritor e acadêmico Rui Espinheira.

Das mais de 30 produções de sua carreira, ao longo de 44 anos como ator, produtor, roteirista e diretor, destacam-se dois trabalhos (curta-metragem), em que aborda o universo das artes visuais:”O Bruxo Bel Borba” e “O Imaginário de Juraci Dórea no Sertão: Veredas”.

Sua saída de cena é pranteada pelos que o conheceram de perto, e constitui uma grande perda para o audiovisual baiano.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: